Dicas de Nova York…

Fonte: Google e CVC

Melhor época pra conhecer NY   NY é encantadora em qualquer época do ano, depende do que você quer curtir, neve, pouco sol, muito sol, calor… A cidade é repleta de turista durante todo o ano.

Trajeto aeroporto hotel

Táxi – Em qualquer um dos oito terminais do aeroporto, existe sinalização para a área de táxi. O atendente vai perguntar qual seu destino e anotar o número do táxi numa ficha amarela que ficará com você, caso precise efetuar uma reclamação. A tarifa é fixa (“flat rate”). Do aeroporto a qualquer ponto de Manhattan são US$ 52, mais o pedágio, mais a gorjeta. A sugestão é deixar 65 dólares com o taxista. E se não houver pedágio, deixe US$ 60.

VAN (SHUTTLE) – Se você estiver sozinho ou em dupla, ir de van “shuttle” é uma opção que vale a pena analisar. A SuperShuttle e o Go Airport custam na faixa de US$ 19 e deixam você na porta do seu hotel. Na saída do seu terminal, procure o representante da companhia que você escolheu, mostre o seu código de reserva (caso tenha reservado e pré-pago pela internet) ou informe o hotel de destino. Você embarca numa van com mais uns 10 passageiros, com destinos na mesma direção que o seu. A Van pode buscar passageiros em outro terminal e no destino vai distribuindo-os em seus respectivos hotéis.

Preço total:

Na SuperShutle, US$ 19. É possível fretar a van inteira por US$ 115, para até 11 passageiros.

Na Go Airport, US$ 18,51 por pessoa, ou US$ 163 a van de luxo para 6 passageiros.

https://reservations.supershuttle.com/Default.aspx?content=Rate

http://www.goairlinkshuttle.com/

A volta, reserve pela internet. A van passa no seu hotel em torno de quatro horas antes do horário indicado no sistema, para saída do voo.

AirTrain + trem (LIRR) – O  AirTrain é um monotrilho que interliga de graça, os oito terminais do JFK. Pagando US$ 5, você pode deixar o monotrilho e fazer baldeação com o trem ou o metrô. O trem da LIRR (Long Island Rail Road) é o meio de transporte mais rápido entre o aeroporto e Manhattan: são 20 minutos até a Penn Station, na rua 33 com 7a. Avenida. As partidas são bastante frequentes, você pode consultar o horário no site da MTA, http://www.mta.info/.

Modo de usar: de acordo com o site www.viajenaviagem.com/: “Pegue o AirTrain no seu terminal e desça na estação Jamaica (dependendo do terminal, pode levar até 15 minutos). Compre o ticket nas máquinas localizadas imediatamente antes das catracas. Selecione um MetroCard de US$ 5  este é o valor necessário para passar pela catraca. (As máquinas aceitam dinheiro ou cartão; se você pagar com cartão, lá pelas tantas uma tela vai pedir o seu zip code. Ponha os cinco primeiros números do CEP do endereço de cobrança do seu cartão).

Depois de passar pela catraca, siga a sinalização para a LIRR. Compre sua passagem para Penn Station numa das máquinas postadas antes das escadas que descem para as plataformas. Para viajar entre 5h50 e 9h35 da manhã você vai precisar selecionar a tarifa “peak” (pico) que custa US$ 8,75. Nos outros horários, selecione “off peak”; custa US$ 6,25. Veja no painel eletrônico qual é a plataforma de saída do próximo trem para Penn Station.

Você vai chegar na rua 33 Oeste, à altura da 7a. Avenida. Lá você pode pegar um táxi ou continuar a viagem de metrô.

A Penn Station conecta com a estação da rua 34 com 7a. Avenida, onde dá para pegar as linhas 1, 2 e 3. Andando até a Oitava você pega as linhas A, C e E; e se caminhar uma quadra até a Broadway pode pegar a B, D, F, V, N, Q, R ou W.

Preço total: até a Penn Station, US$ 13,75 no horário de pico (saindo de Jamaica 5h50 às 9h35 da manhã), US$ 11,25 nos demais horários. Da Penn Station ao seu hotel vai sair mais US$ 2,50 de metrô (se você comprar um bilhete avulso, “Single Ride”), US$ 2,25, se você usar o MetroCard no modo pay-per-ride, ou menos que isso, se usar o MetroCard de 1 semana. Um táxi provavelmente sairá menos de US$ 15, mas o trânsito não é muito rápido.

Tempo de viagem: contando o tempo entre trens, uns 50 minutos do seu terminal à Penn Station.

A volta: o horário “peak” no sentido contrário (cidade-aeroporto) vai das 16h às 20h. Ao chegar em Jamaica, você vai precisar ter US$ 5 de carga no seu MetroCard para entrar no AirTrain e chegar ao seu terminal.”

Compra de ingressos para as atrações turísticas – para facilitar e baratear as aquisições dos ingressos, sugiro que você compre o CityPass.

 New York CityPass  – Você pode optar por adquirir o CityPass com 06 importantes atrações e economizar em torno de 40% no valor total, caso fosse pagar cada atração individualmente. Além disto, ele dá direito a desconto no passeio Hop On Hop Off, em aluguel de bikes, nos Cruzeiros da Circle Line e nas lojas Bloomingdale’s e Macys. Além de descontos nas compras das lojinhas dos museus, cujas entradas fazem parte do talão.

Pode comprar ao chegar à cidade ou online, no site www.citypass.com/New-York ou diretamente numa Agência de Viagem, como a CVC e receber um voucher que você pode imprimir e trocar pelo talão CityPASS na primeira atração que for visitar. Ele tem validade de 06 meses e ao começar a usar tem 09 dias para usar todas as 06 entradas.

Pode ser que você pegue fila para trocar seu voucher, mas o legal é que você não pegará pra entrar nas atrações, ou se pegar, a fila será muito menor. E tenha sempre consigo o seu documento de identidade, o ideal é o passaporte.

O talão inclui as seguintes entradas:

1 Visita ao Empire State Building

2 Museu Americano de História Natural

3 The Metropolitan Museum of Art

4 Deque de Observação do Top of the Rock   OU   Museu Guggenheim

5 Estátua da Liberdade e Ilha Ellis   OU   Cruzeiros da Circle Line

6 Memorial & Museu do 11 de setembro   OU   Museu Intrépido do Mar, Ar & Espaço

NewYorkPass – Se você pretende ficar mais tempo na cidade, vale a pena analisar o NewYorkPass, é um passe para ver mais de 80 atrações, inclusive o passeio no Big Bus Hop-on Hop-off, economizando em torno de 70% se for comprar todas as entradas individualmente, além de não pegar filas. http://www.newyorkpass.com/NYC/Tickets‎. A aquisição e o funcionamento é similar ao CityPass.

Compra dos ingressos para show na Broadway

A TKTS é uma empresa que vende ingressos para shows da Broadway com bons descontos, mas só vende ingressos para o mesmo dia, ou para a matinê do dia seguinte. Para mais informações, acesse o site www.newyork60.com. A TKTS tem três filiais: uma na Times Square, nas escadas vermelhas, que normalmente é lotada. Uma no Brooklyn (MetroTech Center – esquina da Jay St com Myrtle Avenue Promenade) e uma no South Street Seaport (esquina da Front St com a John St).

A TKTS tem um atendimento diferencial para clientes que tenham adquirido um ingresso até 7 dias antes: Fast Pass, é só apresentar o ingresso adquirido anteriormente e você é atendido sem pegar fila novamente. Mas só vale pra TKTS da Times Square.

Mas se quer assistir um show famoso, melhor comprar com antecedência pela internet, no site www.broadway.nyc.com. Ou diretamente numa agência de viagem.

Passeios gratuitos

Bondinho Queens – faz a travessia dos moradores da Roosevelt Island para Manhtattan e vice-versa em menos de 4 minutos, e pode ser pago com Metrocard. Em Manhattan o embarque é na 1ª Avenue com 59 Street, o bondinho segue em direção à Roosevelt Island  acompanhando a Queensboro Bridge, a ponte que vai pro Queens.

Staten Island Ferry – barco que faz a travessia dos habitantes da Ilha de Staten Island para Manhattan. Sai da Staten Island Ferry que fica no Terminal Whitehall até a Staten Island, na outra margem do Rio Hudson.  Metrô South Ferry (linha 1) e Whitehall (linha R) e Bowling Green (linhas 4 e 5).

Ikea Shuttle Ferry – o ferry vai de Pier 11 no East River na base da Wall Street, em Lower Manhattan para a Ikea Store, no Brooklin, 1 Beard St. O passeio é gratuito nos finais de semana e é aberto a todos, e não apenas clientes Ikea. O barco sai a cada 40 minutos. Para se chegar ao Pier 11 de metrô, desça na estação Wall-William (linhas 2 e 3).

Onde comer

Pier A Harbor House – Próximo do local de embarque pra visitar a Estátua da Liberdade ou pra fazer a travessia gratuita de ferryboat . 22 Battery Pl, New York. http://www.piera.com/

Restaurante Ellen`s Stardust com seus curiosos garçons que cantam e dançam enquanto servem os pratos. 1650 Broadway.

Brazil Grill, na 8ª Av com a 48 Street – Restaurante brasileiro.

Carmines, culinária italiana. 200 West 44 th Street.

Shake Shack – Hamburgueria famosa na cidade. Tem filas bem grandes.  691 8th Ave.

Docescheesecake de morango do Carnegie Deli. 854 7th Avenue, esquina com a 55th Street. Abre todos os dias das 6h30 às 4h30. Menu com preços no site,  http://www.carnegiedeli.com/menu.php#pg1

Cupcake – Há várias docerias especializadas em cupcakes. O Eleni’s fica no Chelsea Market 75 Ninth Avenue, entre a 15th Street e a 16th Street. Para ir de metrô, pegue as linhas A, C, E ou L para as estações 14th Street e 8th Avenue e a Magnolia Bakery fica na Bleecker St com 11 St.

CookieLevain Bakery na 167 West 74th St. / Upper West Side, site
http://www.levainbakery.com/.

Mud Coffee  é conhecido em Nova York pelo seu café caseiro com um alto teor de cafeína. Experimente o Mud Mocha, o Almond Latte, café com leite de amêndoas e o Mochacinno Mint. Tem boas opções para o café da manhã. No verão, o jardim está aberto para que você possa sentar ao ar livre. 307 E 9th St.

Café Bistrô – Ótima opção para café da manhã e o almoço é “por peso”. 312 W 34th St (perto da BH Photo).

Cookshop156 10th Ave (entre W 19th St & W 20th St).

Bare Burger – hambúrgueres com ingredientes saudáveis, orgânicos. 514 3ª Ave.

Sopa pra quem gosta de sopa – No blog www.viciadaemviajar.com, encontrei uma informação bem interessante sobre um local pra se tomar sopa, que combina com o friozinho de NY. O local ficou famoso devido a um episódio do seriado americano Seinfeld em que o humorista Jerry Seinfeld fazia graça com o dono de uma loja especializada em sopas, que servia no esquema “fast food”. Antes de chegar ao caixa para pagar, o cliente já teria que ter decidido o sabor da sopa, caso contrário, iria ouvir “NO SOUP FOR YOU (“Nada de sopa para você!”)… No primeiro momento, o dono da loja não gostou e chegou a processar o Seinfeld, mas ele acabou ficando tão famoso que abriu várias lojas de sopa”.

A sopa é servida na hora do almoço e vem acompanhada de um pãozinho. (O pote grande custa de US$ 5,99 a US$ 8,99, sem as taxas)”.  http://originalsoupman.com/soup-shop/dining-near-you#sthash.mlpjblji.dpuf. Endereços das lojas:

– The Original Soupman@HANOVER 110 Pearl Street, New York, NY 10005 (212) 232-0003

– The Original Soupman @TIM HORTON’S 1021 6th Ave., New York, NY 10018 (646) 852-6113

– The Original Soupman @55th & 8th 259A W. 55th Street., New York, NY 10019 (212) 956-0900

– The Original Soupman @ASTORIA 34-20 Broadway, Astoria, NY 11106 (718) 204-7298

Onde Comprar

Vale lembrar que nos feriados as lojas fazem promoções maravilhosas, bem como na troca de coleção, janeiro, fevereiro, junho e julho. Mas o período muuuito aguardado é a famosa Black Friday, que acontece na quarta sexta-feira de novembro, após o Thanksgiving, o Dia de Ação de Graças.

Lojas Century 21 – Fica na 22 Cortland St. Entre a Broadway e Church St na Wall Street. Loja completa de ponta de estoque. Marcas como DKNY, Michael Kors, CK, Tommy, Guess, com preço muuuito legal.

Li num blog que o ideal é ir na Century 21 na hora em que a loja abre (de segunda a sexta, abre às 7h45, sábados às 10h e domingos às 11h), para pegar menos movimento. Segunda, terça, quarta e sábado, a loja fecha às 21h. Quinta e sexta fecha às 21h30 e no domingo fecha às 20h.

Entre a 30th street até a 34th e na rua 65th você vai encontrar várias lojas com diversos tipos de mercadorias.

Macy´s – A loja multimarcas mais famosa dos EUA. Os preços não são muito baratos. Apresentando o passaporte, o brasileiro ganha desconto. Procure o balcão de informações e peça o cartão de descontos para brasileiros, “Welcome International Savings Card” (11% de desconto). Basta mostrar um documento comprovando sua nacionalidade, ou use o talão CityPass para obter o desconto previsto.  151 W 34 th St entre a 6th e a 7th Ave.).

 Victoria’s Secret –  As lingeries não são muito baratas, mas os cremes, sabonetes e body splashes tem um preço bem em conta, pois geralmente tem promoção. Às vezes tem uma surpresinha quando comprar determinada quantidade de produto ou valor. 34 E 57th St.

Feirinha de rua, na 8ª Av com 46.

 Na mesma 8ª Avenue tem várias lojinhas de souvenires.

 Apple Store5ª Avenue com 58 Street.

Nas lojas da Times Square você consegue ótimos preços em mercadorias de marca. Nos feriados todas as lojas abrem e fazem promoção.

Eletrônicos – BH Photo – “Uma loja pra deixar os amantes por tecnologia alucinados”. Lá você encontra câmeras, notebooks, TVs, além de acessórios para tudo isso. Os vendedores são super atenciosos e muitos falam português ou espanhol, mas o mais legal é que eles te explicam tudo sobre o equipamento que você quer levar. A forma de expedição do produto desde o balcão de vendas até o local da retirada é bem diferente, pois o produto é levado através de “carrinhos” em trilhos presos ao teto. 420 9th Av com W 33 St.

5ª Avenida, a avenida mais conhecida de NY é constituída por todas as lojas mais famosas que você possa imaginar. Dolce & Gabbana, Louis Vuitton, Chanel, Tiffany & Co. Mas não é pra qualquer bolso.

MicroSoft – Fica na  Columbus Circle.

 Outlets

O Woodburry fica há umas 2h de Manhattan e o Jersey Garden a apenas 40 minutos.

O Jersey Gardens tem lojas da Levis, Gap, Guess, Polo, Armani, Aeropostale, Hollister, Adidas, Michael Kors, Calvin Klein, Nike e outras mais como Century 21, Forever 21 etc. Dizem que o Woodburry é mais chique.

No Jersey Gardens, quem apresenta o passaporte no guichê da recepção do shopping, recebe um livrinho de descontos.

Como chegar lá: Segui a dica do blog www.outsidehome.net/como-chegar-no-outlet-jersey-gardens-new-jersey-ny.

Como se locomover

Táxi – Além do custo mais alto, o trânsito desamina, mas é muito fácil pegar um amarelinho. Eles ficam rodando pelas ruas.

Ônibus –  Existem várias linhas de ônibus e eles são pintados de azul e branco. As linhas  estão informadas em um painel digital na frente do ônibus, e  é composta por uma letra e um número para definir a rota, como Q do Queens, B do Brooklin, Bx do Bronx e  M  de Manhattan. A passagem custa $2.25 e pode ser paga com o Metrocard ou diretamente nas máquinas que ficam ao lado do motorista, neste caso devem ser usadas moedas no valor exato. É possível usar a mesma passagem para viagens diferentes num prazo de até duas horas.

Metrô – o metrô de NY não é tão simples quanto o de Londres ou Paris, apesar de ter 468 estações servindo 24 linhas, uma das maiores redes do mundo, com várias linhas no sentido vertical da ilha, Updow/Downtow e vice versa, existem poucas paradas onde essas linhas se conectam para baldeação de passageiros que querem ir no sentido horizontal da ilha. Normalmente é necessário sair da estação e pegar outra linha em estação diferente. As rotas são identificadas por letras e números e por cores e as estações têm o nome das ruas que estão localizadas. As estações marcadas na cor verde funcionam 24 horas e na cor vermelha tem horário limitado. O mapa do metrô está disponível gratuitamente em qualquer uma das estações ou no site http://www.mta.info.

Metrocard – É um cartão para acesso ao metrô, ao ônibus e ao bondinho de Roosevelt Island. Tem a opção semanal por US$ 30 ou mensal US$ 112 ou carregá-lo com um valor a escolher (Pay Per Ride) — mínimo de US$ 5 e máximo de US$ 100 — e a cada uso vai debitado US$ 2,50.

Encontrei um blog que tem até fotos mostrando como usar a maquina para comprar este cartão, é o http://www.matraqueando.com.br/nova-york-como-comprar-e-usar-o-metrocard#ixzz4G2fEFu6J.

Bom saber

 Fuso horário: Nova York fica a – 5 horas de Greenwich, já o Brasil fica a -3 horas de Greenwich (horário de Brasília). A diferença de horário geralmente é de 2 horas. Mas, varia dependendo do horário de verão.

De março a outubro: diferença de -1 hora em relação a Brasília
De outubro a novembro: diferença de -2 horas em relação a Brasília

De novembro a fevereiro: diferença de -3 horas em relação a Brasília
De fevereiro a março: diferença de -2 horas em relação a Brasília

Fonte: http://www.visitenovayork.com.br/fuso-horario-entre-o-brasil-e-nova-york/

Código do país – +1

Voltagem – 110 V

Tomada elétrica – Tipo B  – padrão NEMA-1 ou 5, com lâminas chatas paralelas com 6,35 mm de largura.

Divisão da Ilha de Manhattan – Conforme informação no site do consulado do Brasil em NY, novayork.itamaraty.gov.br/pt-br/geografia_e_historia.xm a Ilha de Manhattan é delimitada a oeste pelo Rio Hudson e a leste pelo East River, é a área mais turística e o centro financeiro e comercial da cidade. O plano urbano de Manhattan consiste basicamente de avenidas (Avenue) que correm na direção norte-sul ou sul-norte, e ruas (streets) que correm na direção leste-oeste ou oeste-leste. Tanto as ruas como as avenidas costumam ser numeradas (ex., Rua 46, Sexta Avenida) e as referências aos endereços nesta parte da cidade costumam incluir o cruzamento mais próximo (ex., número 1185 da Sexta Avenida, entre as Ruas 46 e 47 Oeste). A Broadway é uma via pública que corta a ilha diagonalmente na direção de norte a sul.

As regiões são conhecidas como: Downtown (parte sul da ilha), Midtown (meio) e Uptown (parte norte). Abaixo da 14th Street, se localiza a Downtown; entre a 14th Street e a 59th Street, Midtown; e tudo acima da 59th é Uptown. O Harlem, fica entre as Ruas 110 e 145.

Temperatura

A medida de temperatura usada nos Estados Unidos é o Fahrenheit. Para converter para Celsius/centígrados uma temperatura expressa em Fahrenheit, é necessário diminuir 32 da temperatura em Fahrenheit, multiplicar o valor por 5, finalmente, dividir por 9. A prática, embora menos exata, é subtrair 30 e dividir o resultado por 2.

Clima

Dezembro, janeiro e fevereiro é Inverno e normalmente vem acompanhado de neve e muito frio.

Março, abril e maio é a Primavera com suas flores colorindo a cidade, o clima é mais ameno, mas ainda é bem frio.

Junho, julho e agosto é verão, época de usar roupas leves, pois, a temperatura pode chegar a 40º C.

Setembro, outubro e novembro é outono, época que o Central Park se enche de cores vibrantes, as manhãs e o cair da tarde pedem um bom casado.

Moedas, impostos, gorjetas

A moeda dos Estados Unidos é o dólar (em inglês, dollar), dividido em 100 cents. As notas de dólar mais comuns são as de $1, $5, $10, $20, $50 e $100. As moedas podem ser de 1c (penny), 5c (nickel), 10c (dime), 25c (quarter), 50c (half-dollar) e $1 (one dollar), as duas últimas mais raras. O uso de moedas pode ser confuso a princípio, pois a de 5c possui diâmetro maior do que a de 10c. As moedas têm cor prateada, exceto a de 1c, com cor de cobre, e a nova moeda de $1, com cor dourada.

Atente para o fato de que, na notação norte-americana, os centavos são indicados com um ponto e o milhar, com uma vírgula. Por exemplo, US$ 1,300.25 significa um mil e trezentos dólares e vinte e cinco centavos.

A gorjeta é importante e essencial nos EUA e faz parte do dia-a-dia. Refeições com serviço completo pedem de 10 a 15% sobre o total da conta. Dê gorjeta de 15 a 20% para taxistas e de um dólar, por bebida em bares.

As autoridades de Nova York cobram um imposto sobre a venda de mercadorias e serviços, geralmente de 8,875% sobre o valor do produto ou do serviço. As listas e etiquetas de preço não incluem este imposto, que é cobrado na hora do pagamento.

Nos restaurantes, a gorjeta pelo serviço é de 15% e não vem incluída na conta, a não ser para mesas com 5 ou mais comensais ou em certos restaurantes em áreas turísticas, confira a conta.

Se você pagar a conta com cartão de crédito, o recibo que o garçom trará à sua mesa para assinar pode conter um espaço para você anotar o valor da gorjeta, que o garçom lançará posteriormente no sistema do cartão.

Como fazer ligações telefônicas

Ligações para o Brasil

Celular – Operadora Claro – ligar 468 – pacote de rooming internacional http://www.maxroam.com, comprar um chip com rooming international – somente GSM.

Notebook ou aparelho celular com acesso a internet – Skype, Whatsup, JustVoip.

Brasil Direto – via Embratel (com atendimento em português e opções no site).

Para fazer ligações telefônicas de Nova York para o Brasil, digite 011 + 55 + [código da cidade] + [número do telefone].

Embratel – ligações para o Brasil – normal: 002155+DDD+nº telefone; a cobrar: 9+021+55+DDD+nº telefone.

Para ligar do Brasil para Nova York, digite 00 + XX + 1 + [código de área] + [número do telefone].

Para fazer ligações locais ou interurbanas em Nova York, digite 1 + [código de área] + [número do telefone]. Há outros serviços de telefonia internacional e interurbana (consulte a lista telefônica ou o seu hotel).

Existem também cartões de telefone pré-pagos, que são adquiridos em bancas de jornal e mercados, alguns dos quais podem ser usados para chamadas locais, interurbanas ou internacionais e cuja tarifa pode ser mais barata do que o sistema convencional.

A cidade de Nova York conta com os seguintes códigos telefônicos de área:

Manhattan: 212, 646 e 917

Brooklyn, Queens, Bronx: 718

Celulares e pagers: 917, 347 e 646

O blog http://www.dicasnewyork.com.br/2014/11/como-usar-o-celular-vontade-em-nova-york-ligacoes-internet.html tem uma dica bem legal pra usar um chip americano no seu celular,  para fazer ligações para o Brasil, bem em conta.

Consulado Brasileiro em NY:  225, East 41St ST, New York.

Telefone+1 917-777-7777, site http://novayork.itamaraty.gov.br/pt-br/

Como chegar 

Metrô: estação Grand Central, linhas

Ônibus: linhas M42 (Rua 42), M15 (2a e 3a Avenidas)

Trem: terminal Grand Central

Apenas para casos de comprovada emergência envolvendo cidadãos brasileiros, como óbito ou prisão, o Consulado pode ser contatado pelos telefones de plantão (For Brazilian citizens in distress only): +1(917)417-8662 ou +1(917)417-8097 (24 horas por dia, 7 dias por semana) ou +1(917)777-7793 (de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h).

Sempre ande com o seu passaporte, ele facilita a sua identificação pelas autoridades locais e pode ser pedido em lojas que ofereçam descontos a turistas.

Contatos úteis

Em caso de emergência (Polícia, Corpo de Bombeiros ou Ambulância): 911

Consulta à lista telefônica: 411

Reclamação contra táxis: 311 ou no site da TLC municipal

Assistência ao Viajante (JFK): (718) 656-4870

Assuntos do Consumidor: 311 ou o site do DCA municipal

Em caso de envenenamento: (212) 764-7667 ou 1-800-222-1222

Autoridade de Trânsito de Nova York (MTA): 555

Consulado-Geral do Brasil em Nova York: (917) 777-7777

Empresas aéreas

TAM – 1 (888) 235-9826

JAL (1-800-525-3663 ou 1-800-J·A·L·F·O·N·E)

American Airlines ( 1800 624 6262)

Delta Airlines (1800 241 4141)

United Airlines (1800 538 2929)

 

Cartões de crédito – fones e contatos e providências

 Solicitar desbloqueio para os países visitados

Visa – Internacional – a cobrar 1+303.967.1098

Visa Consierge Brasil – 0800.772.7811 ou a cobrar 11.4196.8188

Visa Brasil – 0800.891.3679

Visa – atendimento exclusivo CAIXA no exterior – a cobrar 55-11-3238-4455

Mastercard no exterior – a cobrar 55-11-2155-4828

 

 

Anúncios